#

helogomes

helogomes

O look-nosso-de-cada-dia está recheado de significados fascinantes, mas, em geral, inexplorados. E é justamente esse buraco que gera tantos "não tenho nada pra vestir" mundo afora e closets adentro...

Que tal diminuir a distância entre sua aparência e o seu eu interior? Só assim a gente consegue emitir os sinais da moda que autenticamente refletem quem somos...

E é isso que eu chamo de moda pra vida real!Vamos descobrir juntas?

Sanduiche de Algodão: pra quem tem fome de estilo!

#

Archives

#
#
#
#
#
#

A moda está na moda. E dá pra estudar de graça…

08 / 04 / 2011


faculdade publica de moda

Já disse uma vez, mas, repito:  acho que todo mundo – todo mundo mesmo – pode falar de moda.  Afinal, com maior ou menor intensidade, todos nós temos um relacionamento com as roupas. Ninguém sai pelado por aí e, toda manhã, inevitavelmente, devemos escolher algo para cobrir nossos corpitchos. Alguma coisa ao longo desses anos a gente aprende, né?

Mas, para quem quer trabalhar com isso, eu realmente acho que estudo nunca é demais. Por que não começar com a graduação? Ok, ok… Recebo muitos emails de leitoras dizendo que os pais não gostam da idéia, que preferem algo mais tradicional… Bom, não quero incentivar nenhuma briga doméstica (longe de mim!), mas que tal tentar um diálogo? Não há nada que bons argumentos não possam modificar…

Colocando a cuca pra pensar e fazendo neurônio pegar fogoo

Vou ajudar vocês com alguns deles, ó:  (pra escrever na mão depois do jantar de domingoe soltar na mesa! haha)

Dados do setor atualizados em 2011 e referentes ao ano de 2010:

- O faturamento da Cadeia Têxtil e de Confecção foi de US$ 52 bilhões (em 2009 foi registrado faturamento de US$ 47 bilhões). O que representa  3,5% do PIB total brasileiro!! É muito dinheiro minha gente! Alega que algo disso pode ser seu!

- Investimentos no setor: US$ 2 bilhões apenas em 2010. Em 2009 foram outros US$ 867 milhões. Ou seja? Além de já estar forte, o mercado ainda está crescendo…

- A moda é o segundo maior gerador do primeiro emprego no país. Isso significa que depois você pode seguir para outras áreas… Nada, nunca, é 100% definido…

- O Brasil é o quinto maior produtor têxtil do mundo. Com motivação e criatividade pra ganhar uma medalha de bronze logo logo…

-  São cerca  de 24.300  unidades fabris no setor (em escala industrial), gerando 1,7 milhão de empregos diretos. Ah. dos quais 75% são mão-de-obra feminina (!!!)

- Conforme dados da Abravest – a Associação Brasileira do Vestuário, a capacidade de geração de riqueza da indústria têxtil no Brasil, em 2009, foi de 1 milhão e 200 mil  toneladas (contando tecido plano e malharia) de vestuário produzido.

- Exportações (sem fibra de algodão): US$ 1,44 bilhão, contra US$  1,21 bilhão em 2009.

Colinha feita, está na hora de pensarmos aonde estudar! Bom, existem muitas faculdades de moda pelo Brasil – a maioria particular, com mensalidades que variam entre R$ 400 a R% 1.000, mas existem algumas instituições públicas que também oferecem o curso:

UEL: Universidade Estadual de Londrina

Curso: Bacharel em Design de Moda

Duração: 4 anos

Período: Matutino (ou seja, é possível trabalhar…)

Detalhes: o curso é bem focado em estilismo mesmo. Muito desenho, muita criação… Bom para quem quer ser, por exemplo, estilista de grifes que trabalham muito com coleções-conceito, como aquelas que desfilam nas semanas de moda.

A cidade é ótima e o custo de vida é relativamente baixo. O campus fica longe do centro, mas é lá onde os estudantes preferem morar. Dividindo o aluguel com colegas, dá para gastar a partir de  R$ 150/200 por mês com moradia… Muita gente estuda lá mas trabalha em Cianorte, que fica ali pertinho…

Mais infos…

UEM: Universidade Estadual de Maringá

Curso: Bacharel em Moda

Duração: 4 anos

Período: Matutino ou noturno (ou seja, é possível trabalhar e garantir um $$)

Detalhes: o curso é bem focado em modelagem. “A professora sempre diz o seguinte: de que adianta um belo desenho se você não vai conseguir colocar a roupa em prática”, contou Lygia Valezi – que trabalha no grupo Morena Rosa e é estudante do quarto ano do curso.

O campus fica em Cianorte, uma cidade com pouco mais de 80 mil habitantes, mas muito animada! É um lugar que vive de moda – muitos pontos de venda de atacado (7 shoppings!) e mais de 600 confecções, o que facilita na hora de conseguir um primeiro emprego. Vou conhecer a cidade amanhã e estou super animada!!

Mais infos…

USP – Universidade de São Paulo

Curso: Bacharel em Têxtil e Moda

Duração: 4 anos

Período: Matutino (também é possível trabalhar e garantir um $$)

Detalhes: o curso é focado em tecelagem. A grade é extensa, claro, mas tem bastante enfase em como os tecidos são feitos, propriedades do material para um bom caimento, composição… Aqui tem uma explicação incrível de todo curso, ó.

Mais infos…

UDESC: Universidade do Estado de Santa Catarina

Curso: Bacharel em Moda com habilitação em Design de Moda

Duração: 4 anos

Período: Vespertino ou noturno

Detalhes: o curso é focado na confecção. Muita tecelagem, costura e, assim como no curso da USP, foco para a tecelagem – o Estado de Santa Catarina é grande exportador têxtil!

O campus fica em Florianópolis (o que não é nadica de nada mal, ô cidade linda!), mas tem um custo de vida relativamente mais alto do que no Paraná…

Mais infos…

Apesar dos “focos” diferentes, a maioria tem marketing de moda, História da Moda, Fotografia, Sociologia, Antropologia…. Então cabe ao aluno mesmo se aprofundar mais aqui ou ali. O que ótimo, né? Grades não unificadas dãs asas à imaginação…

Obs: desculpa a ausência de fotos nesse post, é que a blogueira aqui veio para o Paraná e esqueceu o carregador do computador em São Paulo! Haha Infelizmente, não há ninguém que possa emprestar carregador de Macbook air no hotel ás 2h da manhã e estou fazendo esse post de uma lan house amiga, mas de um computador sem photoshop… Tô atrasada nas respostas dos comentários também, né? Mas até domingo coloco tudo em dia!! Prometoo!!

Buscas
relacionadas ao Sanduba